Cirurgia bariátrica videolaparoscópica realizada em dois tempos em paciente superobesa: um relato de caso / Laparoscopic bariatric surgery performed in two stages in super obese patient: a case report

Marcus Vinicius Briani, Lucas Araujo Mendes, Natália Lima Martins, Tamara Eiko Sakamoto, Fabio Rodrigues Thuler, Francisco César Martins Rodrigues, Elias Jirjoss Ilias, Carlos Alberto Malheiros

Resumo


Introdução: A obesidade é um problema global que está intimamente relacionado a várias doenças, principalmente às do sistema cardiovascular. Atualmente existem várias técnicas cirúrgicas que podem ser utilizadas para abordar os pacientes obesos; de acordo com o índice de massa corpórea (IMC) e as comorbidades, existem cirurgias mais adequadas a fim de que seja atingida melhor qualidade de vida e diminuição do risco cardiovascular. Em pacientes superobesos (IMC acima de 50 kg/m²) pode ser útil a realização de dois tempos cirúrgicos, visando reduzir a morbimortalidade. Objetivo: Apresentar a abordagem cirúrgica videolaparoscópica em dois tempos de uma paciente superobesa e revisar a literatura. Descrição do caso: Paciente, sexo feminino, 42 anos, IMC de 72,9 kg/m², 186,7 kg e hipertensão arterial sistêmica (HAS) foi submetida à gastrectomia vertical e, após redução do IMC e resolução da HAS, à gastroplastia com reconstrução em Y de Roux. Discussão: A cirurgia bariátrica em dois tempos é reconhecida como opção terapêutica vantajosa em superobesos por reduzir o risco cirúrgico e as complicações pós-operatórias. Na paciente em questão, após a realização da gastrectomia vertical observou-se perda ponderal de 27,6% após dois anos, com uma redução de 27,7% de seu IMC e resolução da HAS. Com a melhora das comorbidades, foi possível a realização de uma gastroplastia com reconstrução em Y de Roux, com o objetivo de prosseguir o emagrecimento e reduzir o risco cardiovascular da paciente. Conclusão: A realização de cirurgia bariátrica em dois tempos é uma estratégia útil no tratamento dos superobesos. A gastrectomia vertical é uma técnica com menor risco anestésico-cirúrgico e permite a execução, em um segundo tempo, de procedimentos mais complexos que garantem maior redução do IMC e diminuição do risco cardiovascular.

Descritores: Cirurgia bariátrica, Obesidade mórbida/cirurgia, Laparoscopia/métodos, Cirurgia vídeoassistida, Gastroplastia, Gastrectomia


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.