Diabetes Mellitus como fator de risco na aterogênese

Rodrigo Dal Moro Amarante, Rodrigo Castro, André Valente Lage, José Raul Cisternas

Resumo


As Doenças vasculares, principalmente a aterosclerose são as principais causas de incapacidade e morte nos pacientes diabéticos O diabetes aumenta comprovadamente o risco de desenvolvimento da doença arterial coronária. A patofisiologia da doença vascular no paciente diabético envolve anomalias no endotélio, célula muscular lisa vascular e função plaquetária. As alterações metabólicas que caracterizam o diabetes, como hiperglicemia, ácidos graxos livres e resistência à insulina, ativariam mecanismos moleculares que provocariam, entre outros, o incremento do estresse oxidativo, alterações de fatores de tradução intracelulares como proteína kinase C (PKC), diminuição da biodisponibilidade do oxido nítrico, com menor resposta da musculatura lisa aos fatores de relaxamento e ativação de receptores para produtos de glicação avançada (AGE). Além disso, a função plaquetária está alterada com incremento na produção de fatores pro-trombóticos. Todas estas alterações contribuem para os eventos celulares que provocam aterosclerose e posterior aumento de riscos de eventos cardiovasculares fatais que acontece nos pacientes com diabetes e aterosclerose. Uma melhor compreensão dos mecanismos que provocam a disfunção endotelial poderia revelar novas estratégias para reduzir a morbidez e mortalidade no paciente diabético.

Descritores: Aterosclerose, Diabetes Mellitus, Endotélio, Doenças cardiovasculares, Fatores de risco


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.