Hérnia de Garengeot com apendicite: relato de caso / De Garengeot hernia with appendicitis: case report

Lucas Tadeu Barrak Stangler, Marcos Alexandre Kojima Mori, Ricardo Lobato Chinarelli, Mauricio Alves Ribeiro, Albert Salviano dos Santos, Tiago Bezerra de Freitas Diniz, Bruno de Lucia Hernai, José Gustavo Parreira, José Cesar Assef

Resumo


O objetivo deste estudo foi relatar um caso pouco frequente de hérnia femoral associada a apendicite aguda no conteúdo herniário, diagnóstico e tratamento, de paciente atendida no serviço de emergência da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo no ano de 2017. As informações foram obtidas através de revisão de prontuário médico, entrevista com a paciente, registro fotográfico dos métodos diagnósticos e cirúrgico, e revisão da literatura.  A hérnia de Garengeot consite no achado do apêndice cecal no interior de uma hérnia femoral  e ocorre em 0,5 a 5% dos casos. A sua apresentação associada a um quadro de apendicite aguda é ainda mais rara, ocorrendo em cerca de 0,08 a 0,13%. A Tomografia Computadorizada (TC) continua sendo o melhor de exame de imagem a ser solicitado em casos de dúvida diagnóstica, podendo auxiliar no planejamento cirúrgico. O tratamento para a hérnia de Garengeot não possui uma padronização definida, existindo diversas abordagens. Em geral, por se tratar de uma urgência cirúrgica, é realizado apendicectomia e reparo da hérnia com a técnica de McVay. O caso relatado e as publicações levantadas trazem à luz a discussão de terapêutica e diagnóstico de uma condição rara que é a hérnia de Garengeot  associada à apendicite aguda e evidenciam que quando diagnosticada e tratada adequadamente é capaz de levar a resultados satisfatórios, considerando o alívio sintomático, a resolução de um quadro potencialmente grave como a apendicite aguda e redução nos riscos de novos eventos relacionados ao encarceramento e estrangulamento herniário.

Descritores: Hérnia femoral, Apendicite


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2018.63.2.119

Apontamentos

  • Não há apontamentos.