Análise do efeito bactericida do ozônio sobre bactérias multirresistentes / Analysis of bactericidal effect of ozone on multi-resistant bacteria

Stephanie Corradini Tormin, Alessandra Navarrini, José Otavio Cavani Ferraz de Almeida, Luiz Henrique Ramos Travassos, Marcus Vinicius de Godoy Negri, Rodrigo Altenfelder Silva

Resumo


Objetivo: Avaliar o poder bactericida do ozônio gasoso sobre as bactérias multirresistentes: Staphylococcus aureus, Acinetobacter baumannii, Enterococcus faecalis resistentes a vancomicina e Pseudomonas aeruginosaMétodo: Em suspensões de Pseudomonas aeruginosa (Cepa Multirresistente), Staphylococcus aureus (ATCC 43300 MRSA), Enterococcus faecalis (ATCC 51299 VRE) e Acinetobacter baumannii (Cepa Multirresistente) contendo 108 UFC/ml de bactérias na escala de 0,5 McFarland e 500 ml de água estéril bidestilada gelada realizamos infusões de ozônio gasoso nas concentrações de 10 µg/ml, 4 µg/ml e 3 µg/ml, durante 2 e 4 minutos. Uma amostra de 1 ml da solução foi colhida e acondicionada em frascos de Hemobac trifásico. Os frascos foram incubados em estufa à 36ºC por 7 dias e feito leitura das colônias a cada 24 horas de incubação no período de 7 dias. Resultados: Foi possível observar que após infusão por 4 minutos de ozônio gasoso na concentração de 10 µg/ml não houve crescimento bacteriano nas leituras de 48hs e após 7 dias. Já nas concentrações de 4 µg/ml e 3 µg/ml, observamos crescimento bacteriano, embora em menores concentrações, mostrando ação bactericida parcial. Conclusão: O ozônio tem efeito bactericida sobre bactérias multirresistentes, sendo este efeito proporcional à concentração e ao tempo de exposição. 

Descritores:  Antibacterianos, Farmacorresistência bacteriana múltipla, Ozônio, Infecção hospitalar/microbiologia, Infecção hospitalar/prevenção & controle


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.