Hérnia obturatória encarcerada: um relato de caso / Incarcerated obturator hernia: a case report

Larissa Furbino de Pinho Valentim, Augusto Ribeiro de Jesus Oliveira, Lucas Medrado Luz, Danilo Henriger Alcure Quarto, Marilan Rossi, Maurício Carvalho Guerra, Mitre Kalil

Resumo


Introdução: Apesar de raras, as hérnias obturatórias têm a maior taxa de mortalidade dentre as hérnias. Oferecem alto índice de encarceramento ou estrangulação e elevada mortalidade (entre 38 e 81%). O diagnóstico precoce é um desafio quando os sinais e sintomas são inespecíficos. Vários métodos de imagem têm sido utilizados para o diagnóstico. O tratamento é sempre cirúrgico, existindo diversas técnicas para seu reparo. Relato de caso: Paciente do sexo feminino, 75 anos, apresentou quadro de abdome agudo obstrutivo secundário à hérnia obturatória encarcerada. O diagnóstico foi feito por tomografia computadorizada da pelve. O tratamento foi cirúrgico de urgência com correção do defeito e colocação de tela de polipropileno em forma de cone. Discussão: A hérnia obturatória tem grande potencial de causar abdome agudo obstrutivo. Pela raridade e dependência de um exame de imagem para elucidação diagnóstica na avaliação pré-operatória, seu diagnóstico geralmente é tardio ou no intraoperatório. Qualquer que seja a abordagem, a ênfase deve estar na avaliação rápida, estabilização do quadro e intervenção cirúrgica precoce.

Descritores: Hérnia do obturador, Obstrução intestinal. Abdome agudo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.