Autopercepção da saúde bucal de idosos em interface com doenças crônicas e uso de medicações / Self-perception of oral health by the elderly in interface with chronic diseases and medication use

Márcia Elaine Zeugner Bertotti, Alan Rossano de Souza, Débora Vieira de Almeida, Juana Macias Seda, Regina Célia Popim

Resumo


Objetivo: conhecer a autopercepção da saúde bucal de idosos em interface com as doenças crônicas, medicações em uso e fatores sociodemográficos, aproximando alunos do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (Pet-saúde) no cuidado interdisciplinar. Método: estudo quantitativo, com 118 idosos, sobre dados sociodemográficos, doenças e medicações, próteses dentárias, visita ao dentista e o índice Geriatric Oral Health Assessment (GOHAI). Resultados: houve prevalência do sexo feminino, baixa escolaridade, rede de apoio contínuo, autonomia socioeconômica, edentulismo, e limitação psicossocial causada pela xerostomia. A autopercepção bucal satisfatória relacionou-se com o uso de prótese, ausência de alterações bucais e de medicações. Conclusões: a autopercepção da saúde bucal do idoso se relaciona às alterações bucais causadas por doenças crônicas, uso de medicações e à necessidade de reabilitação bucal. A educação, prevenção e promoção em saúde bucal do idoso exigem ação interdisciplinar.

Descritores: Idoso, Saúde bucal, Satisfação do paciente, Atenção primária à saúde


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.