Prevalência de sintomas depressivos e ansiosos em pacientes com doença renal crônica em programa de hemodiálise: um estudo transversal / Prevalence of symptoms of depression and anxiety among patients with chronic kidney disease under hemodialysis therapy: a cross-sectional study

Danielle Rigueira Dias, Pedro Shiozawa, Luiz Antonio Miorin, Quirino Cordeiro

Resumo


Introdução: Sintomas de depressão e ansiedade estão entre as apresentações cínicas mais comuns em pacientes em estágios mais avançados de doença renal crônica, especialmente entre os pacientes que estão em programa de hemodiálise. Objetivo: Diante disso, o presente estudo tem por objetivo avaliar a prevalência de sintomas depressivos e ansiosos nos pacientes submetidos a tratamento hemodialítico, estudando possíveis associações dos referidos sintomas com fatores sociodemográficos e clínicos. Método: Trata-se de um estudo transversal, de prevalência, cuja amostra foi constituída pela população de pacientes inseridos no programa de Hemodiálise da Unidade de Terapia Renal Substitutiva da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. A avaliação foi feita durante a sessão de hemodiálise e consistiu-se em avaliação do perfil sociodemográfico, dados de hemodiálise e laboratoriais e de avaliação psiquiátrica (“Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão”). Foi realizada revisão dos prontuários médicos para obtenção de dados clínicos e laboratoriais. Resultados: A pontuação na “Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão” teve como média para depressão 5,4 (+-4,3), variando de 0 a 17 e para ansiedade a média foi de 5,4 (+-4), variando de 0 a 18. Dos 81 pacientes avaliados, 19 pacientes apresentaram pontuação na escala compatível com episódio depressivo provável (23,4%), e 17 pacientes pontuaram para presença de provável transtorno ansioso (20,9%). Nenhuma variável clínico-laboratorial analisada foi preditora da presença de sintomas ansiosos e depressivos. A única variável sociodemográfica que foi preditora de tais sintomas foi a presença de cuidador (p=0,01; IC: 0,08 a 0,7). Conclusão: Foi encontrada alta frequência de sintomas depressivos e ansiosos na amostra investigada. A associação de tais sintomas com a presença de cuidador sugere que pacientes com quadros clínicos mais graves apresentam maior prevalência de sintomas de depressão e ansiedade.

Descritores: Depressão, Ansiedade, Diálise renal, Insuficiência renal crônica


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.