Cirurgia de resgate na neoplasia de esôfago / Salvage surgery in cancer of the esophagus

Patrícia Crestani Claro, Mayara Celentano Laporta, Bárbara Machado Magalhães, Dandara Freitas Monaco, Ruy França de Almeida

Resumo


Definição: Esofagectomia de resgate se diz a cirurgia realizada em pacientes com tumor de esôfago localmente avançado que mostrou resposta após quimio/radioterapia definitiva, permitindo um tratamento operatório. Revisão: Esse estudo revisou a literatura publicada entre os anos de 2005 a 2012 sobre esofagectomia de resgate com a finalidade de analisar os seguintes assuntos sobre o tema: a mortalidade envolvida nesta cirurgia, a morbidade, a sobrevida da cirurgia, em quais pacientes ela pode ser realizada e em que situações ela deve ser indicada. Discussão: Os estudos revisados afirmam a necessidade de selecionar com cuidado pacientes para serem submetidos à esofagectomia de resgate, mas não delimitam com precisão quais são esses doentes. Há confusão na literatura quanto à comparação de terapia neoadjuvante com cirurgia de resgate, pois esses são procedimentos aplicáveis a doentes com tumor em estádios e condição clínica diferentes, da onde se pode concluir que sua comparação é pouco válida. Essa cirurgia, quando indicada corretamente, muda a sobrevida do paciente, apesar de serem poucos os que se encaixam nas condições para realização da operação.

Descritores: Esofagectomia, Terapia de salvação, Neoplasias esofágicas


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.