Estudo comparativo entre histeroscopia e ultrassonografia como métodos diagnósticos de patologias intrauterinas / Evaluation of ultrasonography and hysteroscopy as diagnostic methods of intrauterine pathologies

Alba Raquel Szesz Vargas, Sheldon Rodrigo Botogoski, Sônia Maria Rolim Rosa Lima, Aline Daniele Conte, Cristina Sandri Rossato, Luciana Maestri Karoleski, Marco Fiorese Benites

Resumo


Objetivo: comparar a eficácia do ultrassom e da histeroscopia diagnóstica como métodos propedêuticos para patologias intrauterinas. Determinar a sensibilidade, a especificidade, os valores preditivos positivos e negativos e a acurácia de ambos os métodos. Método: estudo retrospectivo com 142 mulheres que se submeteram à ultrassonografia transvaginal e à histeroscopia para avaliação da cavidade endometrial, realizado no Hospital Santa Casa de Curitiba, em que laudos de pacientes com alteração intrauterina na ultrassonografia foram avaliados pela histeroscopia diagnóstica e cirúrgica. Para todas as pacientes foi solicitada avaliação histopatológica através da biópsia dirigida do material obtido na histeroscopia. Os diagnósticos da ultrassonografia foram comparados com os respectivos diagnósticos histeroscópicos e ambos comparados às biópsias. Resultado: A média de idade foi de 52±4 anos. A ultrassonografia teve uma sensibilidade de 60,7% e uma especificidade de 89,23%. A acurácia chegou a 79,9%. A sensibilidade da histeroscopia foi de 97,84% e a especificidade foi de 91,1%. Obtivemos uma acurácia de 95,3%. Conclusão: concluímos que a histeroscopia mostrou- -se com maior acurácia que a ultrassonografia como método propedêutico para patologias intrauterinas.

Descritores: Histeroscopia, Ultrassonografia, Doenças uterinas Abstract


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.