Sondas de alimentação e broncopneumonias aspirativas / Feeding tubes and aspiration bronchopneumonia

Milton Luiz Gorzoni, Lilian de Fatima Costa Faria, Ambrósio Brandão, Francisco do Carmo, Marcelo Valente, Sueli Luciano Pires

Resumo


Broncopneumonias aspirativas (BCP) são comuns em uso de sondas de alimentação (SA): sondas nasogástricas (SNG), enterais (SNE) ou gastrostomia (GST). Técnicas adequadas na administração de dietas reduzem essa associação. Qual seria a incidência média de BCP nesse pacientes e haveria diferença de incidência anual de BCP entre as modalidades de SA? Objetivos: Determinar a incidência média e anual de BCP em sondados crônicos. Casuística e método: Análise de prontuários de internados em instituição de longa permanência para idosos (ILPI) e em uso de SA há mais de 3 meses. Critérios clínicos de BCP de Mehr e colaboradores (2001) definiram os casos positivos. Dividiu-se a casuística em 2 grupos: I - SNG e II - SNE/GST. Comparou-se os 2 grupos em internados com ou sem BCP por idade (<70 anos e ≥70 anos), sexo, tipo de SA (grupos I e II) e tempo do uso de sonda (<24 meses e ≥24 meses). Resultados: 15 mulheres e 14 homens (64,5 ± 13,9 anos). Sondados há 51,0 ± 44,0 meses (17 SNG, 9 SNE, 3 GST), 0,9 ±1,6 BCP/paciente. Não houve significância estatística quanto ao sexo, idade, tipo ou período de SA. Conclusões: Baixo índice de BCP no uso crônico de SA, sem significância estatística quanto ao tipo de SA ou tempo de uso. Justifica-se o observado pelo padrão de assistência de enfermagem desenvolvida na ILPI analisada. Fato este merecedor de replicação para sua confirmação como ação preventiva à redução de custo com antibióticos em ILPI.

Descritores: Pneumonia aspirativa, Nutrição parental, Instituição de longa permanência para idosos


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.