Estimulação cerebral não-invasiva na prática clínica: atualização / Non-invasive brain stimulation in clinical practice: update

Vitor Breseghello Cavenaghi, Vitor Serafim, Michele Devido dos Santos, Marcel Simis, Felipe Fregni, Rubens José Gagliardi

Resumo


As técnicas de estimulação cerebral não-invasivas, sobretudo a estimulação magnética transcraniana (EMT) e a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC), têm chamado a atenção de pesquisadores e profissionais da área da saúde, fato demonstrado pelo expressivo aumento no número de publicações sobre o assunto nos últimos anos. O objetivo deste artigo é, portanto, apresentar uma atualização sobre estimulação cerebral não-invasiva a partir de uma revisão e discussão utilizando artigos indexados no Medline, publicações do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Food and Drug Administration (FDA). Experimentalmente tanto a EMT quanto a ETCC têm sido usadas para o tratamento de doenças neuropsiquiátricas como a doença de Parkinson, epilepsia, dor neuropática, demências, depressão, sequelas de acidente vascular cerebral (AVC), esquizofrenia e mapeamento cirúrgico. Recentemente o CFM reconheceu o uso clínico da EMT em casos de depressão, alucinações auditivas de esquizofrenias e para o mapeamento cerebral cirúrgico (Resolução no 1.986, de 22 de março de 2012). A EMT e a ETCC apresentam potencial para o tratamento de desordens neurológicas e psiquiátricas, justificando e fazendo necessário a realização de mais estudos para a compreensão e adequação das técnicas na prática clínica.

Descritores: Estimulação magnética transcraniana, Estimulação elétrica, neuropsiquiatria, Medicina física, Equipamentos e provisões


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.