Comparação entre endoscopia digestiva alta, esofagograma e manometria esofagiana no diagnóstico de megaesôfago / Comparison of upper gastrointestinal endoscopy, esophagogram and esophageal manometry in the diagnosis of megaesophagus

Isa Albuquerque Sato, Amanda Hiromi Abe, Stephanie Yuri Torres Ogata, Ruy França de Almeida, Celso de Castro Pochini, Paulo Roberto Corsi, Danilo Gagliardi

Resumo


Objetivo: Avaliar o diagnóstico e as classificações do megaesôfago utilizando-se da endoscopia digestiva alta (EDA), do esofagograma e da manometria esofagiana. Método: Estudo retrospectivo de banco de dados de pacientes com diagnóstico de megaesôfago. Resultados: Eram 208 pacientes com média de idade de 54,8 anos, índice de massa corpórea médio de 22,85 e em sua maioria mulheres. A EDA diagnosticou apenas 50% dos casos de megaesôfago. Houve confusão na classificação do megaesôfago avançado e não avançado pelo esofagograma e pela manometria com bastante frequência. Conclusão: Nenhum método isoladamente é suficiente para diagnóstico e classificação do megaesôfago.

Descritores: Acalasia esofáfica/diagnóstico, Esôfago/ radiografia, Manometria, Endoscopia


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.