Inibidores da aromatase no tratamento de pacientes com câncer de mama / Aromatase Inhibitors on the treatment of patients with breast cancer

Adrienne Pratti Lucarelli, Maria Marta Martins, Aline Forattini

Resumo


Os inibidores da aromatase (IA) são medicações que funcionam pela inibição da aromatase, enzima responsável pela conversão de hormônios esteroidais em estrógeno. Este fenômeno representa a única fonte produtora de estrógeno em mulheres na pós-menopausa, sendo então os IA agentes antiestrogênicos com eficácia comprovada na terapia adjuvante de câncer de mama receptor hormonal positivo, primariamente em pacientes pós menopausadas. Os IA são bem tolerados, entretanto, certos efeitos colaterais podem resultar em pobre aderência ao tratamento. Ensaios clínicos recentes têm mostrado resultados favoráveis no uso deste tipo de terapia hormonal por até 15 anos comparados com o uso de cinco anos, como ocorre atualmente. Por ser um medicamento extremamente eficaz, com pouca toxicidade e proporcionar efeito que perdura além do tempo de uso do medicamento, os IA além de serem medicamentos de escolha no tratamento do câncer de mama receptor hormonal positivo, contribuem para uma melhor qualidade de vida destas pacientes. O objetivo desta revisão é fornecer respostas para as inúmeras questões encontradas no acompanhamento de pacientes com câncer de mama e usuárias destas medicações, além de mostrar que os IA são os medicamentos de escolha para o tratamento delas.

Descritores: Inibidores da aromatase, Estrogênios, Neoplasias da mama


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.