Icterícia obstrutiva: o desafio do diagnóstico diferencial entre Síndrome de Mirizzi e colangiocarcinoma / Obstructive jaundice: the challenging differential diagnostic between Mirizzi Syndrome and cholangiocarcinoma

Juliana Vianna Centeno de Azevedo, Juliana Rocha de Carvalho, Cristiane Savian, André de Moricz, Adhemar Monteiro Pacheco Júnior, Rodrigo Altenfelder Silva, Tercio De Campos

Resumo


O diagnóstico da icterícia obstrutiva pode ser desafiador, por ser frequente e englobar doenças benignas e malignas. Dentre as causas principais destacam-se a doença litiásica e suas complicações, tais como a coledocolitíase e a Síndrome de Mirizzi. Entre as doenças neoplásicas temos as neoplasias peri-ampolares e da via biliar principal, com destaque para o colangiocarcinoma. O diagnóstico baseia-se no quadro clínico e exames complementares, como a ultrassonografia e a tomografia computadorizada; em algumas situações o diagnóstico diferencial e a conduta são difíceis. Neste trabalho relata-se o caso de uma paciente que apresentou ambos os diagnósticos no intra-operatório, sendo realizada colecistectomia com ressecção tumoral parcial, associada à derivação biliodigestiva hepatico-jejunal em Y-de-Roux, obtendo-se boa evolução pós-operatória, mas o prognóstico do colangiocarcinoma é reservado, com uma sobrevivência em cinco anos de cerca de 17%. Mesmo com a anamnese e o exame físico detalhados, associados a exames laboratoriais e de imagem, nem sempre é possível confirmar o diagnóstico diferencial entre doenças benignas e malignas no pré- -operatório; muitas vezes este diagnóstico será confirmado durante a operação.

Descritores: Icterícia obstrutiva, Colelitíase / complicações; Doenças do ducto colédoco; Colangiocarcinoma / diagnóstico; Diagnóstico Diferencial


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.