Prevalência do uso de drogas psicotrópicas por estudantes de medicina da Universidade Federal do Tocantins / Prevalence of psychotropic drug use by medical students from University Federal Tocantins

Diego Pereira Alves de Moraes, Greyce Mara Rodrigues de Medeiros, Fabiane Alexandre Xavier Bernardes Caldas, Luanne Alves Oliveira, Leonardo Baldaçara

Resumo


Objetivo: Detectar a prevalência do uso de drogas psicotrópicas pelos estudantes de medicina, na Universidade Federal do Tocantins (UFT). Métodos: Trata-se de um estudo transversal e quantitativo, com 218 universitários da UFT, do 1º ao 8º períodos do curso de medicina, através da aplicação de um questionário fechado, de autopreenchimento e sem identificação pessoal. Resultados: Em relação ao uso de substâncias psicoativas, 158 estudantes (72,5%) utilizaram no último mês e apenas 60 (27,5%) informaram que não. O álcool e o tabaco foram as substâncias de maiores prevalências de uso na vida, com 95% e 30,3%, respectivamente. Também foram significantes os usos de cocaína e derivados, orexígenos, tranquilizantes e maconha. O uso de qualquer droga psicotrópica esteve relacionado a maior frequencia de faltas no último mês. Conclusões: O uso de substâncias psicoativas é frequente nos estudantes de medicina, apesar do conhecimento técnico que carregam. Tal uso está relacionado a maior frequencia de ausências.

Descritores: Transtornos relacionados ao uso de drogas/ prevenção & controle, Psicotrópicos, Consumo de bebidas alcoólicas, Universidades, Estudantes de medicina, Prevalência


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.