Atendimento odontológico ao paciente em unidade de terapia intensiva

Gustavo Davi Rabelo, Cristiane Inês de Queiroz, Paulo Sérgio da Silva Santos

Resumo


A odontologia no âmbito hospitalar tem por objetivo trazer ao paciente melhora do quadro sistêmico. Este é o relato de caso de uma paciente, gênero feminino, branca, 14 anos, internada em Unidade de Terapia Intensiva, que apresentou ao exame intrabucal lesões ulceradas em mucosa jugal e labiais devido a um quadro de espasmos involuntários dos músculos da mastigação, presença de aparelho ortodôntico e trismo. Optou-se pela intervenção da Equipe de Odontologia Hospitalar que realizou remoção do aparelho ortodôntico e prescrição de antibióticos pós antibiograma. Em um segundo atendimento da equipe, os espasmos musculares ainda persistiam e notou-se lesão nodular em lábio inferior e quadro de Púrpura Trombocitopênica Imunológica. Foi realizada biópsia excisional e administração de plaquetas e antibióticoterapia. O resultado histopatológico confirmou diagnóstico de hiperplasia fibrosa inflamatória. Como manobra preventiva ao aparecimento de novas lesões, foi feita a instalação de um dispositivo protetor. A participação da Odontologia na equipe multidisciplinar foi fundamental para a indicação da terapêutica adequada.

Descritores: Unidades de terapia intensiva, Unidade hospitalar de odontologia, Equipe hospitalar de odontologia, Higiene bucal, Mucosa bucal


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.