Análise da variação de peso e da função renal em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca / Weight variation and renal function analysis in patients submitted to cardiac surgery

Adriana Mitie Kameoka, Viviane Melo da Silva, Aparecida Ferreira Mendes, Ana Maria Goulardins de Almeida, Marcia Cristina da Silva Magro

Resumo


Introdução: Alterações ponderais a curto prazo são justificadas geralmente por variações no volume da água total do organismo. Objetivo: Verificar a variação ponderal dos pacientes submetidos à cirurgia cardíaca e estratificar a
disfunção renal através da classificação RIFLE. Método: Estudo coorte, prospectivo, longitudinal, desenvolvido em um hospital público, especializado em Cardiologia. Foram acompanhados a variação de peso e o balanço hídrico dos
pacientes submetidos à cirurgia cardíaca desde o pré-operatório até o 7º pós-operatório (PO). Resultados: Dos 32 pacientes inicialmente selecionados, 9 fizeram parte da casuística. Foi verificado um aumento de 4,1 kg ± 1,4 kg
no pós-operatório imediato (POI), com tendência à redução e, retorno ao valor inicial no 6º pós-operatório (–0,4 kg ± 2,4 kg). A classificação RIFLE indicou disfunção renal em 66,7% da amostra, sendo 11,1% como risco para lesão,
33,3% como lesão e 22,2% como falência. O critério fluxo urinário da classificação RIFLE se sobressaiu como o mais influente na identificação da disfunção renal. Conclusão: Foi verificado que os pacientes submetidos à cirurgia cardíaca têm um ganho ponderal após o ato cirúrgico com tendência de retorno ao peso do pré-operatório no decorrer da primeira semana de PO. O emprego da classificação RIFLE possibilitou identificar precocemente alterações da função renal no pós-operatório, principalmente através do
critério fluxo urinário.

Descritores: Insuficiência renal, Lesão renal aguda, Cirurgia torácica, Período pós-operatório


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.