Avaliação de incapacidades em pacientes internados no Hospital Central da Santa Casa de São Paulo

Sérgio Lianza, Eduardo de Melo Carvalho Rocha, Marcele Pescuma Capeletti Padula, Maria Alice dos Santos Lelis, Áurea Tamami Minagawa Toriyama, Karina Pavan, Ana Carolina dos Anjos Cabral, Camila B Vieira, Daniela Magalhães dos Santos, Evelyn Yamashita, Elisângela Fernandez Previtali, Fabiana Yassuko Rovari, Iza Maria Ozaki

Resumo


Introdução: A internação hospitalar não pode ser considerado fator incapacitante por si só, porém parcela significativa da população hospitalar desenvolve disfunções e incapacidades. Assim, há a necessidade de se conhecer esta população e suas incapacidades para permitir o tratamento mais específico e global. Objetivo: Este estudo deseja determinar a presença de incapacidades motoras, cognitivas, dolorosas e mistas entre a população de internados no Hospital Central da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Métodos: O trabalho consiste em estudo observacional transversal de busca ativa, no qual foram estudados pacientes internados no Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. Resultados: Foram estudados 198 pacientes no total. Incapacidades foram encontradas em 70% dos pacientes estudados. A mais freqüente foi a motora observada em 40% dos pacientes estudados, seguida pelas incapacidades dolorosas em 33% dos pacientes e pelas incapacidades cognitivas em 25% dos pacientes. Conclusão: A presença de incapacidades entre os pacientes estudados foi alta.

 

Descritores: Pessoas com deficiência/reabilitação, Avaliação da deficiência, Pacientes internados, Hospitais gerais


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.