Diagnóstico da infecção pelo Toxoplasma gondii em gestantes atendidas em unidade de saúde da família de Maceió-AL / Diagnosis of infection by Toxoplasma gondii in pregnant women attended at a family health unit of Maceió-AL

Luan de Araújo Queiroz, Junnielly da Silva Costa, Maria José Ribeiro Sampaio Silva, Thiago José Matos-Rocha

Resumo


Objetivo: O trabalho teve como objetivo analisar a frequência da infecção por Toxoplasma gondii em gestantes atendidas em unidade de saúde da família de Maceió. Métodos: Foi realizado um estudo transversal retrospectivo (dados de 2014) que avaliou exames sorológicos com pesquisa de anticorpos da classe IgG e IgM para T. gondii durante a gestação, a partir das informações obtidas nos prontuários das gestantes em unidade básica de saúde, Maceió-AL. Resultados: Dos 47 prontuários analisados, 29 (61,7%) apresentaram registro de sorologia para T. gondii. A faixa etária de 19-24 anos foi a mais prevalente (n=10; 34,5%) e 14 (48,3%) gestantes cursavam ou tinham o ensino fundamental dentre os casos positivos. Foi observado que 17 (58,62%) gestantes realizaram o pré-natal tardiamente. Das gestantes nas quais o diagnóstico sorológico foi realizado, 22 (75,9%) eram imunes ao T. gondii, cinco (17,2%) eram suscetíveis e duas (6,9%) apresentaram infecção recente. A sorologia para toxoplasma foi solicitada no primeiro trimestre da gestação em apenas 10 (34,5%) casos. Conclusão: Foi elevado o número de gestantes com sorologia positiva para T. gondii, a faixa etária mais acometida foi entre 19-24 anos. A maior parte das gestantes realizou sorologia tardiamente. Estes resultados corroboram a importância da adesão precoce ao pré-natal no diagnóstico da toxoplasmose.

Descritores: Toxoplasma.Toxoplasmose, Toxoplasmose congênita, Complicações parasitárias na gravidez, Diagnóstico pré-natal

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.