Registros de violência doméstica de gênero nos prontuários-família na Atenção Primária à Saúde / Occurrences of domestic violence in the records of Primary Healthcare Services

Elise Carmona Darmau, Maria Fernanda Terra

Resumo


Objetivo: identificar os registros de violência doméstica de gênero nos prontuários-família de Serviço de Atenção Primária à Saúde (APS) das regiões dos Coordenadores Oeste e Sudeste, no Município de São Paulo. Método:  Pesquisa descritiva, retrospectiva, com abordagem quantitativa, analítica de dados secundários advindos de 18 prontuários-família das mulheres em situação de violência doméstica de gênero, usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Resultados: aumento do registro da violência em prontuário em 9% e a importância da ESF nesse processo de visibilizar o problema na APS. Conclusões: o Agentes Comunitários de Saúde (ACS) é muito importante para dar visibilidade aos casos de violência no território e assim, mesmo com o aumento da violência descrita no território, há pouca informação de como tal problema foi trabalhado nos serviços. Estudo que mostra a necessidade de que essa temática esteja presente nas formações dos profissionais de saúde e compreendida como parte da responsabilidade do profissional de saúde.

Descritores: Violência contra as mulheres, Identidade de gênero, Mulheres, Violência doméstica, Enfermagem

Abstract

Aim: Identify the occurrences of domestic violence in the records of Primary Healthcare (PHC) services in both western and southeastern regions of the city of Sao Paulo. Method: Descriptive and retrospective research, with a quantitative approach, analyzing secondary data from 18 records of women in situations of domestic violence, all users of health centers. Results:  an increase in the cases of recorded domestic violence by 9% and the importance of the Family Health Program (ESF, in Portuguese) in the process of raising the awareness of the problem at PHC units. Conclusions: Community Health Agents (ACS, in Portuguese) play an important role in raising the awareness of ongoing domestic violence cases and, despite the aforementioned increase of these cases, there is little information on how such a problem has been addressed by Primary Healthcare services. The study shows the necessity for this topic to be part of the formation of healthcare agents and to be understood as part of their very own responsibilities.

Key words:  Violence against women, Gender identity, Women, Domestic violence, Nursing  


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2019.64.1.035

Apontamentos

  • Não há apontamentos.