Comparação da prevalência de ansiedade e depressão e possível estágio de motivação para parar de fumar em duas populações de pacientes internados: clínicos e cirúrgicos / Comparison of the prevalence of anxiety and depression and possible stage of motivation to stop smoking in two populations of hospitalized patients: clinical and surgical

Igor Bastos Polonio, Gabriela Horo Gil, José Maurício Caldeira Filho, Célia Gianotti Antoneli

Resumo


Os tabagistas internados representam um desafio para o clínico. Há poucos estudos sobre diferentes populações de tabagistas. Temos como objetivo estudar duas amostras de tabagistas internados, comparando os pacientes clínicos e cirúrgicos dentro de um mesmo estabelecimento, quanto à ansiedade, depressão e a motivação para parar de fumar, para posteriormente servir como base para estabelecer uma melhor abordagem aos tabagistas. Os dados foram colhidos a partir de um questionário de autorrelato respondido por uma amostra de 100 indivíduos internados em enfermarias clinicas e cirúrgicas de um Hospital da cidade de São Paulo. Observou-se que os pacientes clínicos foram mais velhos que os cirurgicos. Na população clínica foram 17 fumantes e na cirúrgica 13 fumantes, não houve diferenças significativas entre as duas populações quanto ao sexo, ao número de cigarros fumados e escala de dependência de Fagerström. Encontramos diferença significativa quanto grau de ansiedade e depressão em tabagistas e ex-tabagistas quando comparados aos não tabagistas, porém observou-se que tabagistas clínicos eram mais ansiosos que tabagistas cirurgicos. Outro dado importante é que 56% dos pacientes se encontravam em um estágio pré-contemplativo.  Concluindo que há diferentes perfis de tabagistas e com isso as abordagens devem ser diferentes. Devemos aproveitar que esses pacientes estão mais fragilizados e suscetiveis a intervenções, promovendo programas de abandono no intra-hospitalar usando a internação como uma forte ferramenta para uma melhor abordagem dos pacientes.

Descritores: Tabagismo, Pacientes internados, Ansiedade, Transtornos de adaptação


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.