Liver Hanging Maneuver: importante técnica cirúrgica nas grandes ressecções hepáticas / Liver Hanging Maneuver: important surgical technique in the large liver resections

Lucas Fiori Ribas, Raíssa Franco Godoy de Castro, Willian Andrade Silva, Mauricio Alves Ribeiro, Andrea Zaidan de Almeida Barros, Fabio Gonçalves Ferreira, Luiz Arnaldo Szutan

Resumo


Introdução/Objetivos: O Colangiocarcinoma é o segundo tumor hepático maligno mais prevalente, apresentando prognóstico reservado quando não é passível de ressecção, já que esta é sua única possibilidade de cura. Visando melhores resultados na terapêutica cirúrgica, além de critérios adequados de ressecabilidade, é impreterível a técnica cirúrgica mais segura e eficaz. Atualmente, observa-se que o uso da Liver Hanging Maneuver (LHM), como componente da técnica de abordagem anterior (AA) das grandes ressecções hepáticas, tem conferido a essas, maior viabilidade, já que permite: menor hemorragia; menor manipulação e ruptura tumoral; maior estabilidade na manipulação da Veia Cava Inferior (VCI); reduzido dano isquêmico ao fígado remanescente e melhor sobrevivência aos pacientes com tumor hepático. Relato de Caso: Paciente do sexo feminino, 58 anos submetida a uma trisetorectomia com abordagem anterior e uso da Liver Hanging Maneuver devido a um colangiocarcinoma intrahepático. Resultados: Boa evolução pós-operatória e atualmente está com dois anos de seguimento ambulatorial. Apresentamos os aspectos técnicos da “Liver Hanging Maneuver”. Conclusão: Técnica segura que aumenta a viabilidade das grandes ressecções hepáticas, principalmente nos casos de tumores intra-hepáticos grandes, como no caso discutido nesse relato.

Descritores: Neoplasias hepáticas, Colangiocarcinoma, Carcinoma hepatocelular, Ductos biliares intra-hepáticos; Hepatectomia/métodos

 

Abstract

Introduction/Purpose: Cholangiocarcinoma is the second most prevalent hepatic tumor presenting a reserved prognosis when is not amenable to resection, because this treatment is the only possibility of cure. Seeking for better surgical outcomes, beyond of adequate resectability criteria, the safety and most effective surgical technique is fundamental. Nowadays, it is observed that the use of Liver Hanging Maneuver as a component of the anterior approach techinique of large liver resections has conferred to these greater viability, since it allows: less haemorrhage; less tumoral manipulation and rupture; better haemodynamic stability by avoiding any twisting of the inferior vena cava; reduced ischemic damage of the liver remnant, and better survival for patients with hepatic tumor. Case report: 58-year-old patient, female, did submit to a trisetorectomy due to intrahepatic cholangiocarcioma with the use of the Liver Hanging maneuver. Results: Good postoperative evolution and currently has two years follow-up. We introduce the technical aspects of Liver Hanging Maneuver. Conclusion: A safe technique that increases the viability of large hepatic resections, especially in cases of large intrahepatic tumors, as in the case discussed in this report.

Keywords: Liver neoplasms; Cholangiocarcinoma; Carcinoma, hepatocellular; Bile ducts, intrahepatic; Hepatectomy/methods


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2019.64.2.164

Apontamentos

  • Não há apontamentos.