Melanoma metastático em cólon: relato de caso / Metastatic melanoma in colon: a case report

Raul Yao Utiyama, Fernando Viamont Guerra, Virginia de Paula Barbosa, Thiago da Silveira Manzione, Fang Chia Bin

Resumo


Objetivo: Apresentar um caso de melanoma de pele com metástase para o cólon expondo a evolução incomum da doença e os possíveis caminhos terapêuticos disponíveis. Descrição: Relato de caso de um paciente do sexo masculino, de 57 anos, que buscou o serviço da Santa Casa de São Paulo em 2015 com uma história prévia de melanoma em quirodactilo e antebraço ipsilaterais, foi então indicada e realizada a exérese da lesão e a biopsia identificou um melanoma acral, com margens livres. Foi então iniciado tratamento com Interferon. Nos dois anos seguintes, uma metástase pulmonar e uma recidiva na mão esquerda foram diagnosticados e ambas as biopsia confirmaram ser do melanoma.    Em 2018 uma tomografia de abdome evidenciou uma tumoração no cólon e a biopsia e imunohistoquímica confirmaram se tratar de melanoma. Foi então realizada uma cirurgia para retirada da parte afetada. Além disso, nesse mesmo ano, o paciente teve que ser submetido a amputação do braço esquerdo devido a nova recidiva local.  Em junho do ano seguinte, uma colonoscopia e uma tomografia de abdome apresentaram imagens compatível com recidiva em cólon, além de invasão gástrica e em contato com a cauda pancreática. Após reunião com a equipe de coloproctologia, foi contraindicado o procedimento cirúrgico. O paciente está recebendo cuidados paliativos da equipe da oncologia com tratamento medicamentoso.

Comentários: o melanoma metastático em cólon é raro, sendo linfonodos, pulmões, fígado e cérebro os sítios mais comumente atingidos. Inúmeros trabalhos mostram o aumento da incidência mundial do melanoma. Cerca de 70% dos casos se originam de nevos melanocíticos pré-existentes, e os 30% restantes surgem de novo. Dada a agressividade do melanoma, a sobrevida depende de um diagnóstico e tratamento precoces. No entanto, em alguns casos, mesmo com o tratamento cirúrgico, quimioterápico e radioterápico adequados, a agressividade do câncer impede que tais tratamentos tenham resultados satisfatórios.

Descritores: Melanoma, Neoplasias do colo, Neoplasias cutâneas, Metástase neoplásica

Abstract

 

Objective: To present a case of metastatic skin melanoma in colon, exposing the unusual evolution of the disease and the therapeutic possibilities. Description: A report of a 57-year-old male patient that in 2015 came to Santa Casa with a previous history of ipsilateral chirodactyl and forearm melanoma. At the time it was indicated the excisional biopsy that identified acral melanoma with free margins. Interferon treatment was then started. Over the next two years, a pulmonary metastasis and a recurrence in the left hand were diagnosed and both biopsies confirmed to be melanoma. In 2018 an abdominal CT scan showed a tumor in the colon and biopsy and immunohistochemistry confirmed that it was melanoma. Surgery was then performed to remove the affected part. In addition, that same year, the patient had to undergo amputation of the left arm due to new local recurrence. In June of the following year, a colonoscopy and a CT scan showed images compatible with colon recurrence, as well as gastric invasion and contact with the pancreatic tail. After discussion with the coloproctology team, the surgical procedure was contraindicated. The patient is receiving palliative care from the oncology team using drug treatment. Comments: Metastatic melanoma in colon is quite rare, with lymph nodes, lungs, liver and brain being the most common sites of metastasis. Numerous studies show the increasing incidence of melanoma worldwide. About 70% originate from pre-existing melanocytic nevi, and the remaining 30% arise again. Given the aggressiveness of melanoma, survival depends on early diagnosis and treatment.

Keywords: Melanoma, Colonic neoplasms, Skin neoplasm, Neoplasm Metastasis

 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/10.26432/1809-3019.2019.64.3.261

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



 
ISSN 0101-6067 - Versao Impressa

ISSN 1809-3019 (online)