Análise de material publicitário, disponível na internet, sobre analgésicos à base de dipirona que são vendidos sem a necessidade de prescrição, e os riscos da automedicação / Analysis of advertisement material available on the internet about dipyrone-based analgesics that are sold without prescription, and the risks of self-medication

Lucas Curtolo Poiani, Charles Schmidt, Luis Lopez Martinez

Resumo


Introdução: a regulamentação da propaganda de medicamentos no Brasil não é recente e atualmente temos a RDC 96 de 2008 da ANVISA que determina as regras das propagandas de medicamentos. Por conta da propagação da internet como forma de comunicação, as indústrias farmacêuticas vêm utilizando tal meio para divulgar informações sobre seus produtos. Tem sido mostrado que um dos princípios ativos mais associados a automedicação é a dipirona, sendo que os medicamentos com esse princípio ativo são os mais vendidos no país. Com isso, traz- se a questão de como essa forma de propaganda utilizando a internet tem influenciado a automedicação, e consequentemente, como o uso de medicamentos sem a orientação médica pode trazer riscos. Objetivo: análise do conteúdo da propaganda de medicamentos à base de dipirona na internet e sua possível influência na automedicação. Método: a dipirona (metamizol) foi escolhida como medicamento alvo desta pesquisa utilizando-se a lista dos 20 medicamentos mais vendidos no Brasil. Foram escolhidas as peças publicitárias a serem analisadas, utilizando-se a lista de medicamentos comercializados que possui dipirona como princípio ativo disponibilizada pela ANVISA. Foram consideradas páginas da internet e redes sociais e os materiais encontrados foram analisados com base na RDC 96 de 2008 da ANVISA, que determina as regras das propagandas de medicamentos. Foram excluídos desse estudo anúncios em perfis não oficiais das indústrias farmacêuticas e em endereços eletrônicos de drogarias. Resultados e Discussão: entre os medicamentos que possuíam páginas na internet ou redes sociais, foram observados que os principais pontos de atenção, à luz das normas aplicáveis ao tema, incluem: falta de informação suficientemente adequada sobre os riscos do uso do medicamento ou pouco destaque a essa informação; não destaque aos nomes dos princípios ativos; possível sugestão de diagnóstico e utilização de pessoas leigas indicando o uso do medicamento. Conclusão: dos materiais coletados, nota-se que a maioria deles não apresenta adequadamente os riscos e advertências associados ao uso do medicamento. Alguns outros pontos sensíveis encontrados são: suposta sugestão de diagnóstico e uso de pessoas reconhecidas por sua fama indicando a utilização do medicamento. Ao mostrar excessivamente os benefícios do medicamento, sem alertar proporcionalmente sobre os riscos associados, tais comunicações podem induzir os consumidores a riscos de saúde e estimular a automedicação. Por outro lado, notamos um constante aprimoramento das empresas anunciantes na tentativa de adequação de suas propagandas as resoluções aplicáveis, bem como, aos novos canais de comunicação. Neste sentido, acreditamos que uma atualização e simplificação das Resoluções que regulamentam o tema, torna-se necessária para sua melhor aplicação e fiscalização prática no cumprimento de seu legitimo objetivo que se concentra na proteção dos pacientes e consumidores destes produtos.

Palavras chave: Propaganda, Automedicação, Internet, Dipirona, Reações adversas a medicamentos

ABSTRACT

Introduction: the regulation of drug advertising in Brazil is not recent and currently we have RDC 96 of 2008 from ANVISA that determines the rules for drug advertising. Because of the spread of the internet as a form of communication, pharmaceutical companies have been using this medium to disseminate information about their products. It has been shown that one of the active ingredients most associated with self-medication is dipyrone, and the drugs with this active ingredient are the most sold in the country. With this, the question arises as to how this form of advertising using the internet has influenced self-medication, and consequently how the use of drugs without medical guidance can bring risks. Objective: content analysis of dipyrone-based drug advertising on the internet and its possible influence on self-medication. Methods: dipyrone (metamizole) was chosen as the target drug for this research using the list of the 20 most selling drugs in Brazil. The advertising pieces to be analyzed were chosen, using the list of commercialized drugs made available by ANVISA. The advertising pieces to be analyzed were chosen, using the list of commercialized drugs that have dipyrone as an active principle provided by ANVISA. internet pages and social media were considered, and the materials found were analyzed based on RDC 96 of 2008 by ANVISA, which determines the rules for advertising medicines. Excluded from this study were advertisements on unofficial profiles of the pharmaceutical industries and on drugstore e-mail addresses. Results and Discussion: Among the medicines that had pages on the internet or social networks, it was observed that the main points of attention, in the light of the rules applicable to the theme, include: lack of sufficiently adequate information on the risks of using the medicine or little emphasis on this information; do not highlight the names of the active ingredients; possible suggestion of diagnosis and use of lay persons indicating the use of the medicine. Conclusion: of the materials collected, most of them do not adequately present the risks and warnings associated with the use of the drug. Some other sensitive points found are: alleged suggestion of diagnosis and use of people recognized by their fame indicating the use of the drug. By showing excessively the benefits of the drug, without proportional warning about the risks associated, such communications can induce consumers to health risks and encourage self-medication. On the other hand, we noticed a constant improvement of the advertising companies in the attempt to adapt their advertisements to the applicable resolutions, as well as to the new communication channels. In this sense, we believe that an update and simplification of the Resolutions that regulate the theme became necessary for its better application and practical supervision in the fulfillment of its legitimate objective that focuses on the protection of patients and consumers of these products.

Keywords: Propaganda, Self medication, Internet, Dipyrone, Adverse drug reactions


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2020.65.006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 0101-6067 (versão impressa

ISSN 1809-3019 (online)

 

 

Licença Creative Commons
O Periódico "Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo", está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.