Ocorrência de agentes infecciosos em torneiras dos banheiros de uma instituição de ensino superior / Occurrence of infectious agents on taps of toilets of an institution of higher education

Helena Maria do Carmo Oliveira Filha, Josefa Rejane Gomes Rocha, Thiago José Matos-Rocha, Emanuelle Cavalcante Pimentel, Samara Almeida de Souza Griz, Valéria Cristina de Melo Lopes, Mônica Meira Leite Rodrigues

Resumo


Objetivo: O trabalho teve como objetivo avaliar a ocorrência de bactérias, nas superfícies de contato com as mãos, das torneiras dos banheiros de uma instituição de ensino superior, a partir da realização de cultura das mesmas. Material e Métodos: A coleta foi realizada com swabs descartáveis estéreis, umedecidos em solução salina estéril no momento da coleta. Para identificação dos agentes bacterianos, cada amostra foi semeada em uma placa de petri descartável contendo meio de cultura Ágar sangue e outra contendo meio de cultura Ágar MacConkey para verificar o crescimento bacteriano. Resultados: Das amostras analisadas 7 (18,9%) não apresentaram crescimento bacteriano, 30 (81,1%) apresentaram resultado positivo sendo 18 (48,6%) Staphylococcus coagulase negativa, 2 (5,4%), Staphylococcus aureus, 1 (2,7%) Pseudomonas aeruginosa, 6 (16,3%) Enterobactérias e Staphylococccus coagulase negativa, 2 (5,4%) Enterobactérias, 1 (2,7%) Pseudomonas e Staphylococcus coagulase negativa. Frente à análise dos resultados, conclui-se que as superfícies das torneiras que os usuários entram em contato, apresentaram contaminação por bactérias. Conclusão: O fato pode ser devido a um protocolo ineficaz de limpeza das mesmas, falta de informação da população sobre a maneira correta de lavagem das mãos e utilização das torneiras após o uso dos banheiros, bem como as torneiras serem de uso manual.

Descritores: Bactérias, Infecções bacterianas, Vigilância epidemiológica


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2018.63.1.25

Apontamentos

  • Não há apontamentos.