Higiene nasal e ambiental: uma orientação imprescindível no tratamento da rinite alérgica / Nasal and environmental hygiene: an essential guide in the allergic rhinitis treatment

Gabrielly Menezes, Tainá Mosca, Wilma Carvalho Neves Forte

Resumo


Introdução: Os aeroalérgenos e os irritantes inespecíficos são os desencadeadores dos sinais e sintomas da rinite alérgica. Os aeroalérgenos da grande maioria das regiões do Brasil são os ácaros da poeira, pelos de animais domésticos e restos de baratas. Entre os agravantes inespecíficos encontram-se fumaça de tabaco, odores, fiapos de tecidos e mudanças de temperatura. A base fundamental para o tratamento de indivíduos com rinite alérgica é diminuir a exposição a aeroalérgenos e agravantes inespecíficos através da higiene nasal e ambiental. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo rever os principais métodos que evitam aeroalérgenos e agravantes da rinite alérgica. Métodos: Foi feita uma revisão narrativa da literatura dos últimos vinte anos, pautada nos descritores e nos termos mais utilizados para rinite alérgica, tendo como base LILACS, SciELO e PubMed. Os critérios de inclusão foram métodos para evitar aeroalérgenos e agravantes causadores da rinite alérgica da quase totalidade das regiões do Brasil. Resultados e conclusão: Foram observadas várias condutas a serem adotadas para a remoção de aeroalérgenos e agravantes. Acreditamos que o tratamento da rinite alérgica através da higiene nasal e ambiental deva ser aplicado por profissionais da saúde e, especialmente, por equipes de Enfermagem. Seu conhecimento e aplicação são imprescindíveis para o tratamento da rinite alérgica. Palavras chave: Rinite, Rinite alérgica, Alérgenos

ABSTRACT:

Introduction: Aeroallergens and nonspecific irritants are the triggers for the signs and symptoms of allergic rhinitis. Aeroallergens in the vast majority of regions in Brazil are dust mites, pet hair and the remains of cockroaches. Among the nonspecific aggravating factors are tobacco smoke, odors, lint and changes in temperature. The fundamental basis for the treatment of individuals with allergic rhinitis is to reduce exposure to aeroallergens and nonspecific aggravators through nasal and environmental hygiene. Aim: The present study aims to review the main methods that prevent aeroallergens and aggravating allergic rhinitis. Method: A narrative review of the literature of the last twenty years was carried out, based on the descriptors and terms most used for allergic rhinitis, based on LILACS, SciELO and PubMed. The inclusion criteria were methods to avoid aeroallergens and aggravating factors that cause allergic rhinitis in almost all regions of Brazil. Result and Conclusion: Various conducts to be adopted were observed for the removal of aeroallergens and aggravating agents. We believe that the treatment of allergic rhinitis through nasal and environmental hygiene should be applied by health professionals and, especially, by Nursing teams. Its knowledge and application are essential for the treatment of allergic rhinitis.

Keywords: Rhinitis, Allergic rhinitis, Allergens


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN 1809-3019 (online)

ISSN 0101-6067 (Impresso)