Análise do perfil epidemiológico dos pacientes em lista de espera para transplante de fígado no Espírito Santo / Analysis of the epidemiological profile of patients on waiting list for liver transplantation in Espírito Santo

Lucas Durão de Lemos, Mayara da Silva, Luiza Assis Bertollo, Camila Assis Bertollo, Lorrana Alves Matos, Amanda Brandão Venturi, Barbara Ahnert Blanco de Moura Magalhães, Pedro Henrique de Andrade Araújo, Flávio Takemi Kataoka, Maria dos Santos Machado, Mariana Poltronieri Pacheco

Resumo


Introdução: O transplante de fígado é o tratamento de escolha para melhoria da qualidade de vida dos pacientes com doença hepática em estágio terminal. No que se refere à lista de espera para o tranplante de fígado, consta no Registro Brasileiro de Transplantes em 2017 que cerca de 1235 pacientes se encontravam no aguardo pelo transplante hepático e, desses, 54 eram do Espírito Santo (ES). Atualmente, há no ES apenas uma equipe ativa em um hospital privado. O objetivo desse trabalho foi analisar o perfil epidemiológico dos pacientes em lista de espera para transplante hepático no Espírito Santo entre janeiro de 2015 a janeiro de 2018. Material e Método: Estudo retrospectivo, transversal, descritivo e analítico. Os dados foram coletados da Central Estadual de Transplantes (CET/ES) por meio do Sistema Nacional de Transplantes (SNT). A amostra foi constituída pelos pacientes cadastrados na CET/ES que estiveram em lista de espera para transplante de fígado no estado do ES no período de janeiro de 2015 a janeiro de 2018. Resultados: A amostra foi de 244 pacientes, sendo a média de idade de 53 anos. 70,1% dos pacientes eram do sexo masculino, 55,1% eram brancos, 43,85% apresentavam tipo sanguíneo O. As cidades de origem com maior representatividade foram quatro das sete cidades que compõem a região da Grande Vitória do estado do ES: Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica, correspondendo a 55,73%. Quanto à unidade federativa de origem, a maior parte advém do próprio ES (86,06%). Em relação ao diagnóstico, o câncer primário de fígado foi a principal etiologia que levou esse grupo de pacientes à fila de espera para transplante hepático, com 22,95%. E quanto ao status na lista de espera durante os três anos de análise, apenas 34,83% dos pacientes foram transplantados, 20,5% permaneceram ativos, 41,41% foram suspensos ou removidos. Conclusão: Os resultados deste estudo estão, em sua maioria, em concordância com os dados nacionais. A divergência quanto às principais indicações para transplante hepático pode expressar particularidades no ES ainda pouco estudadas e entendidas. A falta de demais dados nacionais de outros centros transplantadores impossibilitou a comparação em grande escala com outros estados, o que indica ainda desafios nos estudos sobre o transplante de órgãos no Brasil.

Palavras chave: Doença hepática terminal, Transplante de fígado, Listas de espera

ABSTRACT:

Introduction: Liver transplantation is the treatment of choice for improving the quality of life of patients with end stage liver disease. With regard to the waiting list, it is included in the Brazilian Registry of Transplants in 2017 that, about 1235 patients were waiting for liver transplantation, and of those, 54 were in Espírito Santo (ES). Currently there is only one active transplant team in the state, located in a private hospital. The objective of this work was to analyze the epidemiological profile of patients on a waiting list for liver transplantation in ES between January 2015 and January 2018. Material and Methods: Retrospective, cross-sectional, descriptive and analytical research. Data were collected from the Central Estadual de Transplantes (CET/ES) through the Sistema Nacional de Transplantes (SNT). The sample consisted of patients registered at CET/ES who were on the waiting list for liver transplantation from January 2015 to January 2018. Results: The sample consisted of 244 patients with an average age of 53 years old. 70.1% of the patients were male, 55.1% were white, 43.85% had blood type O. The most representative cities of origin were four of the seven cities that make up the Greater Vitória region of the state of ES: Vitória, Vila Velha, Serra and Cariacica, corresponding to 55,73%. As for the federative unit of origin, most of them come from the ES (86.06%). And as for the status on the waiting list during the three years of analysis, only 34.83% of patients were transplanted, 20.5% remained active, 41.41% were suspended or removed. Conclusion: The results of this study are in accordance with national data, which demonstrate that ES has increased the number of liver transplants such as other transplant centers in the country. The divergence regarding the main indications for liver transplantation can express characteristics in the state that have not been studied and understood very well. The lack of national data from other transplant centers made it impossible to compare on a large scale with other states, which also indicates challenges in studies on organ transplantation in Brazil.

Keywords: End stage liver disease, Liver transplantation, Waiting lists


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2020.65.016

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

ISSN 0101-6067 (versão impressa

ISSN 1809-3019 (online)

 

 

Licença Creative Commons
O Periódico "Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo", está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.