A importância do conhecimento da Síndrome de Charles Bonnet pelo médico oftalmologista e psiquiatra / The importance of the knowledge of the Charles Bonnet Syndrome by the ophthalmologist and psychiatrist

Luiz Guilherme de Moraes Matheus, Bernardo Kaplan Moscovici, Robson André Jr, Nayara Marques Zahr, Elis Marina Martinelli Guelfi, Karen Asano Paiva Magalhães, Carolina Pontes Lima

Resumo


Introdução: A síndrome de Charles Bonnet é definida como a percepção de alucinações visuais complexas em pacientes idosos, com déficit visual significativo, tendo os pacientes a percepção da natureza irreal de tais alucinações. Objetivo: O presente artigo, tem por finalidade esclarecer as características da síndrome de Charles Bonnet, em especial para os médicos psiquiatras e oftalmologistas, uma vez que tais especialistas tendem a se deparar mais com quadro clínico característico da síndrome. Métodos: Foi realizado pesquisa bibliográfica. A busca de artigos de revisão, bem como relatos de casos foi realizada nos bancos de dados eletrônicos das bases da Latindex, SCIELO e Google Scholar. Revisão da literatura: Com prevalência baixa, a síndrome de Charles Bonnet é em muitos casos subdiagnosticada, tendo em vista que a patologia é pouco conhecida. Seu quadro clínico pode induzir o profissional da saúde a realizar um diagnóstico psiquiátrico errôneo. Uma vez diagnosticada, ofertar tratamento eficaz, que se baseia na correção do quadro oftalmólogico é de total importância para o sucesso terapêutico do paciente. Conclusão: Após análise da literatura, evidenciou-se que apesar de ter sido descrita pela primeira ver no século XVIII, a síndrome é pouco conhecida. Saber identificar pacientes com o possível quadro, torna-se tarefa importante na busca de ofertar aos mesmos, tratamento adequado.

Descritores: Alucinações, Transtornos da visão, Saúde mental


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26432/1809-3019.2018.63.1.37

Apontamentos

  • Não há apontamentos.