Multimodal treatment of brain arteriovenous malformations: microsurgery, radiosurgery and endovascular / Tratamento multimodal das malformações arteriovenosas cerebrais: microcirurgia, radiocirurgia e endovascular

Autores

  • Márcio Alexandre Teixeira Costa Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Departamento de Cirurgia. São Paulo – SP
  • Mario Luiz Marques Conti Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Departamento de Cirurgia. São Paulo – SP
  • Aline Lariessy Campos Paiva Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Departamento de Cirurgia. São Paulo – SP
  • José Carlos Esteves Veiga Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Departamento de Cirurgia. São Paulo – SP
  • Guilherme Brasileiro Aguiar Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Departamento de Cirurgia. São Paulo - SP

DOI:

https://doi.org/10.26432/1809-3019.2021.66.003

Resumo

ABSTRACT

Introduction: Arteriovenous malformations (AVMs) are abnormal communications between artery and veins without capillary interconnections. Because of this flow alteration, they can easily rupture and bleeding could be catastrophic. Diagnosis is performed through neuroimaging methods. Then, careful evaluation is required in deciding for the best treatment approach: microsurgery, radiosurgery or endovascular. Objective: This paper aims to describe the main indications, advantages and disadvantages of each method. Methods: A PubMed database literature review was performed. The following English language keywords were used: "brain AVM", "arteriovenous malformations", "radiosurgery", "microsurgery", "embolization" and "endovascular". Recent high impact factor papers were selected for this review. Discussion: The Spetzler-Martin classification is indispensable for prognosis acknowledgment and for the proper therapeutic approach selection, however is not sufficient for decision-making. Other factors, such as the patient's general clinical condition, surgeons experience and availability of all of the treatment methods are essential. Microsurgery is the gold standard method for treatment of AVM's, however, more and more, less invasive methods, such as radiosurgery and endovascular, are expanding. In some cases, they could be used as single treatment, nevertheless they act as adjuvants to microsurgery. Conclusions: The knowledge of the advantages, disadvantages and limitations of each technique allow for a better decision, aiming for a greater cure rate and less morbidity. Combined surgical and radiosurgery approaches, embolization and surgical or embolization and radiosurgery are increasingly being used to improve occlusion rates with fewer neurological deficits.

Keywords: Arteriovenous malformations, Neurosurgical procedures, Radiotherapy, Endovascular procedures, Combined modality therapy

 

RESUMO

Introdução: As malformações arteriovenosas (MAVs) são comunicações anormais entre artérias e veias, sem a interposição de capilares. Devido a esta troca de fluxo, são propensas a rotura e sangramento, que podem ser catastróficos. Seu diagnóstico é realizado através de métodos de neuroimagem. Após o diagnóstico é necessária cuidadosa avaliação de diversos fatores para decidir sobre o melhor tratamento a ser instituí­do: microcirurgia, radiocirurgia ou embolização endovascular. Objetivo: Este estudo tem objetivo de descrever as principais indicações, vantagens e desvantagens de cada método. Métodos: Revisão da literatura utilizando a base de dados Pubmed, considerando como palavras-chave na lí­ngua inglesa: "brain AVM", "arteriovenous malformations", "radiosurgery", "microsurgery", "embolization" and "endovascular". Discussão: A utilização da classificação de Spetzler-Martin é indispensável para o correto planejamento terapêuticos das MAVs. No entanto, somente isso não é suficiente para a melhor tomada de decisão. Fatores como estado geral do paciente, disponibilidade de todas as modalidades terapêuticas e experiência do cirurgião são essenciais. A microcirurgia é o método consagrado para o tratamento, mas os métodos menos invasivos, como a radiocirurgia e a embolização endovascular, têm ganhado cada vez mais espaço, tanto como modalidade única, ou como tratamento adjuvante í  cirurgia, em casos selecionados. Conclusões: O conhecimento das vantagens, desvantagens e limitações de cada técnica propicia a escolha da melhor modalidade terapêutica, objetivando maiores í­ndices de cura e menor morbimortalidade. Cada vez mais o tratamento combinado, seja radiocirurgia com microcirurgia ou embolização com microcirurgia, vem sendo utilizado para maximizar as taxas de oclusões completas, com menos sequelas neurológicas.

Palavras Chave: Malformação arteriovenosa, Proce-

Biografia do Autor

Guilherme Brasileiro Aguiar, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Departamento de Cirurgia. São Paulo - SP

http://lattes.cnpq.br/7422389272561042

https://orcid.org/0000-0003-3206-2081

Downloads

Publicado

2021-04-23

Como Citar

Costa, M. A. T., Conti, M. L. M., Paiva, A. L. C., Veiga, J. C. E., & Aguiar, G. B. (2021). Multimodal treatment of brain arteriovenous malformations: microsurgery, radiosurgery and endovascular / Tratamento multimodal das malformações arteriovenosas cerebrais: microcirurgia, radiocirurgia e endovascular. Arquivos Médicos Dos Hospitais E Da Faculdade De Ciências Médicas Da Santa Casa De São Paulo, 66(1u), 1 of 6. https://doi.org/10.26432/1809-3019.2021.66.003

Edição

Seção

ARTIGO DE REVISÃO