Análise das caracterí­sticas associadas í  dificuldade de rastreamento e diagnóstico precoce do carcinoma hepatocelular em pacientes de risco / Analysis of features associated with difficulty in screening and early diagnosing hepatocellular carcinoma in risk patients

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26432/1809-3019.2021.66.023

Resumo

Introdução: O carcinoma hepatocelular (CHC) é o tumor maligno primário mais comum do fí­gado. Através do rastreamento semestral com ultrassonografia (USG) abdominal e alfafetoproteí­na (AFP), em pacientes de risco, seu diagnóstico pode ser realizado de maneira precoce, quando há propostas de tratamento curativo. Entretanto, a existência de inúmeras barreiras de acesso aos exames de rastreamento do CHC impacta negativamente no prognóstico dos pacientes portadores de hepatopatias crônicas. Objetivo: O estudo teve como objetivo avaliar os determinantes que dificultam o acesso ao rastreamento e diagnóstico precoce, através da USG abdominal, em pacientes de risco para CHC ou já diagnosticados com a neoplasia. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo e transversal, onde, para avaliar os principais fatores associados a essa dificuldade nos pacientes, foi aplicado um questionário que aborda estes fatores mais prevalentes. Resultados: Durante o perí­odo de estudo, 60 pacientes foram abordados. Em uma primeira análise, foi observado que a maioria dos pacientes era do sexo masculino (54%) e idade média de 59 anos. Da doença hepática crônica, a etiologia mais observada foi álcool (48%) seguida da infecção pelo ví­rus C (32%). Apesar de 42,86% dos pacientes negarem dificuldades para realização dos exames de rastreio, fatores como financeiro (12,50%) e desconhecimento da doença (10,71%) foram apontados como dificultadores. Dos pacientes com CHC, foi notado que, ao diagnóstico, 62,5% não tinha perspectiva de tratamento curativo. Discussão: Quando diagnosticado precocemente, o CHC possui opções de tratamento curativo, como o transplante hepático, com intuito secundário de garantir melhor qualidade de vida ao paciente. Entretanto, a dificuldade de acesso ao exame ou o desconhecimento da doença retardam o acompanhamento deste paciente e, consequentemente, limitando as estratégias terapêuticas. Conclusão: A ação conjunta dos diferentes ní­veis de atenção de saúde para solucionar os principais problemas envolvidos na dificuldade de rastreio para o CHC podem auxiliar no diagnóstico precoce do câncer e, portanto, opções de tratamento curativo ao paciente.

Palavras chave: Carcinoma hepatocelular, Rastreamento, Diagnóstico precoce, Detecção precoce do câncer, Fatores de risco

ABSTRACT

Introduction: Hepatocellular carcinoma (HCC) is the most common primary malignant liver tumor. Through semester screening with abdominal ultrasound (US) and alpha-fetoprotein (AFP) in high-risk patients, its diagnosis can be performed early, when there are proposals for curative treatment. However, the existence of access barriers to HCC screening tests negatively impacts the prognosis of patients with chronic liver diseases. Objectives: The study aimed to evaluate the determinants that hinder access to screening and early diagnosis, through abdominal US, in patients at risk for HCC or already diagnosed with the cancer. Methods: Descriptive and cross-sectional study where, to assess the main factors associated with this difficulty in patients, a questionnaire was designed that addresses the most prevalent factors. Results: During the study period, 60 patients were evaluated. In a first analysis, it was observed that most patients were male sex (54%) and mean age was 59 years. Of the chronic liver disease, the most observed etiology was alcohol (48%) followed by hepatitis C virus infection (32%). Although 42.86% of patients deny difficulties in performing the screening tests, factors such as financial (12.50%) and lack of knowledge about the disease (10.71%) were identified as hindering factors. Of the patients with HCC, it was noted that, at diagnosis, 62.5% had no prospect of curative treatment. Discussion: When diagnosed early, HCC has curative treatment options, such as liver transplantation, with the secondary aim of guaranteeing better quality of life for the patient. However, difficult access to the exam or lack of knowledge about the disease delay the follow-up of this patient and, consequently, limit therapeutic strategies. Conclusion: A joint action of different levels of health care to solve the main problems represented in the difficulty of screening for HCC can help in the early diagnosis of cancer and, therefore, curative treatment options for the patient.

Keywords: Hepatocellular carcinoma, Screening, Early diagnosis, Early detection of cancer, Risk factors

 


Biografia do Autor

João Eugênio Loureiro Lopes, Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM). Curso de Medicina. Vitória – ES

Acadêmico do 6º ano de medicina pela instituição Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM), desde 2016.

Júlia Antunes Rizzo Bicalho, Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM). Curso de Medicina. Vitória – ES

Acadêmico do 6º ano de medicina pela instituição Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM), desde 2016.

Publicado

2021-07-13

Como Citar

Lopes, J. E. L., Bicalho, J. A. R., Trindade, L. Z., & Pacheco, M. P. (2021). Análise das caracterí­sticas associadas í  dificuldade de rastreamento e diagnóstico precoce do carcinoma hepatocelular em pacientes de risco / Analysis of features associated with difficulty in screening and early diagnosing hepatocellular carcinoma in risk patients. Arquivos Médicos Dos Hospitais E Da Faculdade De Ciências Médicas Da Santa Casa De São Paulo, 66(1u), 1 of 8. https://doi.org/10.26432/1809-3019.2021.66.023

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL